MAIORIA DOS MORTOS E ASSASSINOS SÃO NEGROS

0
8

Observem como são flagrantemente manipuladas pela mídia esquerdista (*) as notícias sobre o Atlas da Violência 2017, divulgado no final de junho: pelo que essa matéria (link no final) tenta “vender” como “verdade”, os negros estão sendo “exterminados” no Brasil. Mas como NÃO DIZ QUE A GRANDE MAIORIA DOS ASSASSINATOS TAMBÉM SÃO COMETIDOS POR NEGROS (o que é fato, foi publicado no mesmo relatório mas a matéria omite descaradamente!), fica subentendido que alguma outra “raça” (**) estaria promovendo esse “genocídio” de forma proposital e planejada!

(*) Para evitar dispersão do tema no enunciado, apenas resumi o bordão que criei para essa “impren$$a medíocre, vagabunda, pelega, pilantra, vendida, omi$$a e submi$$a, covarde, mentiro$a e traidora da Pátria”, como disse na cara de 50 a 60 “jornali$ta$” na célebre entrevista coletiva que dei em 19/11/2015 (e eles omitiram e distorceram, como de praxe).

(**) “Outra raça” que só poderia ser a “zelite” branca “racista, opressora, burguesa, fascista, reacionária, imperialista, homofóbica, golpista, coxinha, eleitora do Bolsonaro”, é claro! Ou seriam alienígenas “preTOconceituosos” e “negrofóbicos”?

E acrescento a pergunta que nesse caso vale um milhão de dólares mas ninguém tem coragem de fazer: onde estava essa maioria de negros “massacrados” – POR OUTROS NEGROS – no momento em que foram assassinados? Na escola? No trabalho? Dentro de casa cuidando da família? Podem apostar que não!

O coitadismo, vitimismo e cinismo esquerdista não tem limites: não se sustenta nem diante das informações ou argumentos mais elementares! É por essas e por outras que, graças à burrice insuperável da esquerda mimizenta, a direita está crescendo rapidamente em todo mundo, inclusive no Brasil!

Felipe Porto, jornalista e escritor.

Leia mais essa matéria distorcida a favor da ideologia nazifascista comunistóide petralha fefeléche tupiniquim:

www.exame.abril.com.br/brasil/taxa-de-homicidios-de-negros-e-mais-que-o-dobro-da-de-nao-negros

E veja aqui a postagem na nossa página Direito de Defesa:

www.facebook.com/Direito.de.Defesa/posts/1328856983899807

LEAVE A REPLY